top of page

El Camino del Jaguar 🐆

Expedição na Guatemala

El Camino del Jaguar é uma jornada intensa nos confins da selva tropical guatelmateca, a explorar os complexos arquitetónicos de El Naranjo, Nakum e Yaxha e todo o imaginário clássico da civilização Maia, mergulhados na Reserva da Biosfera e Vida Selvagem.

Esta expedição, não só é uma intensa aventura de descoberta como um importante contributo para a preservação da natureza e das comunidades indígenas deste território selvagem.


Yaxhá-Nakum-Naranjo National Park

é um projeto multidisciplinar que envolve arqueólogos, arquitetos, biólogos e a comunidade indígena Maia. Está situado em Petén , Guatemala . O projeto não funciona apenas em um sítio arqueológico, mas em uma região de 1.200 quilômetros quadrados (460 sq mi), incluindo três sítios gigantescos e 14 subentros – a área mais populosa do período clássico da civilização maia .

Reserva de la Biósfera Maya.


Os sítios arqueológicos maias clássicos de Yaxhá, Nakum e El Naranjo formam um triângulo que é a base de um parque nacional que cobre mais de 37.000 hectares e faz fronteira com o Parque Nacional Tikal a oeste. Yaxhá, o mais visitado do trio, fica em uma colina entre dois grandes lagos, o Lago Yaxhá e o Lago Sacnab.


El Naranjo

Uma cidade guerreira e de grande produção artística, governada durante décadas por uma mulher.

Localizada a 21 km de Yaxha, Naranjo é o maior sítio arqueológico do Parque Nacional Yaxha-Nakum-Naranjo e foi incluída pelo World Monuments Fund entre as 100 cidades antigas mais importantes do mundo, que devem ser resgatadas e preservadas.


Naranjo, possivelmente conhecida como Saal, era uma cidade guerreira e estava estrategicamente localizada entre as bacias dos rios Holmul e Mopan, que eram as rotas naturais que ligavam o mundo maia do nordeste de Petén com outras cidades de Belize e com a costa marítima do Caribe. Teve uma ocupação de 1.600 anos, desde o Pré-clássico Médio até possivelmente o Pós-clássico (800 aC - 850 dC) e manteve uma posição chave em relação às cidades mais poderosas e beligerantes da época, Tikal, Caracol (Belize) e Calakmul ( México).


O destino de Naranjo foi marcado por sua atuação na guerra já que, após a morte do rei após uma guerra devastadora liderada por Calakmul (principal inimigo de Tikal) e seus aliados, Calakmul levou uma princesa chamada Six Sky para replantar uma nova linha dinástica. Ela governou em nome do seu filho, Smoky Squirrel, enquanto ele crescia e aprendia a realeza. No entanto, a morte prematura de seu filho forçou Lady Six Sky a governar a cidade por mais de 30 anos. Uma de suas maiores vitórias foi a captura do governante de Yaxha e o incêndio da referida cidade.


Nakum

Valiosa cidade restaurada com o único Temascal maia ou banho turco completo da Guatemala.

Nakum, cujo nome significa “casa de ollas”, está localizada 17 km ao norte da lagoa Yaxha. A cidade teve uma ocupação contínua de 1.600 anos, desde o período Pré-clássico Médio até o Clássico Terminal (700 aC - 900 dC). Até o momento, Nakum é o único sítio maia que possui um Temazcal maia completo ou banho de vapor e um dos edifícios mais longos conhecidos em Petén, o Edifício D, com 42 quartos consecutivos.


Na época pré-hispânica, o rio Holmul era uma importante e rápida rota de comunicação e comércio entre Tikal e Belize. Por esta razão, cidades maias monumentais como Nakum foram construídas em suas margens. Acredita-se que Nakum era uma pequena cidade independente das disputas políticas entre Tikal e Calakmul, que controlavam respectivamente Yaxha e Naranjo, e o seu desenvolvimento estava relacionado com o controlo da bacia média do rio Holmul.


Aproximadamente 70% da cidade está restaurada e vários edifícios estão em processo de restauração, por isso durante a sua visita você poderá observar as investigações arqueológicas em ação. Você poderá entrar no Temazcal onde se realizavam antigos atos rituais e, além disso, apreciar a fauna local que habita as piscinas permanentes que em tempos pré-hispânicos forneciam água aos cidadãos de Nakum.


Yaxha

Yaxha foi uma das cidades mais antigas e importantes do leste de Petén e é uma das poucas cidades maias que ainda mantém seu nome original: yax-ha, que significa “água verde”.

A cidade esteve ocupada durante mais de 1.500 anos (800 AC – 900 DC), período durante o qual os seus habitantes construíram mais de 350 edifícios. Acredita-se que Yaxha esteve dentro da área de influência de Tikal, mas foi repetidamente conquistada por Naranjo, um vassalo de Calakmul (no México), e teve apenas breves períodos de independência.

Nos últimos dez anos, foram feitos avanços importantes no conhecimento da situação da população de Jaguares da Guatemala e nas ações de manejo necessárias para sua conservação a longo prazo. Estima-se que a distribuição de jaguar na Guatemala cubra 58% do país e 47,2% desta distribuição constitui áreas protegidas.


 

Este artigo foi produzido para dar sumo histórico e cultural a esta expedição no coração da Reserva de la Biósfera Maya, enquadrado na viagem da Guatemala, by Landescape













bottom of page