PRÓXIMAS DATAS

BREVEMENTE

TRILHO DA TRANSUMÂNCIA

São 4 dias mergulhados no imenso maciço de granito, picos acima dos mil metros, florestas de carvalhos centenários e cascatas de água cristalina.

Esta terra de pastores, liberdade dos cavalos garranos, o malabarismo das cabras-monteses e tradições seculares de vivência montanheira, vai ser o cenário de uma grande aventura.

DIAS: 4
DISTÂNCIA: 47 KM / +2266 M
DIFICULDADE: 6/10
TERRENO: VALE, MONTANHA E RIO
PICO + ALTO: 1417 M
GRUPO: (MIN) - 8 (MAX) 
JUNTA-TE: 290€

RESERVA AGORA

TREKKING NA SERRA DO SOAJO

PARQUE NACIONAL PENEDA-GERES

IMG_8249.JPG

DIA ZERO

~
Soajo,

brava terra de pastores

GRVAA_Gerês'17_41.jpg

DIA
UM

~

Por trilhos medievais,

das Inverneiras ao Muranho

19 km | +D 1540m | 6 h

Vadiagem no Soajo- 142 -20200611.jpg

DIA
DOIS

~

Explorar as terras altas do Soajo Serrano

18 km | +D 1230m | 6,5 h
LISB7575 1.jpg

DIA TRÊS

~

Serra abaixo

até aos segredos da Murça

14 km | +D 490m | 5 h
LISB8366.jpg

DIA QUATRO

~

Jornada aquática,

pelo rio Adrão acima

5 km | +D 230m | 3 h

– Mochila de autonomia 40/50L

– Saco Cama + Colchonete (referência: 5ºC conforto)
– Roupa impermeável (casaco + botas)

– Frontal ou lanterna
– Fato de banho + toalha
– Bastões de caminhada (altamente recomendável)

– Água (1,5 litros mínimo)
– 2 almoços frios
– Bico + bilha de gás (1 por cada 2 pessoas)

– Kit refeição (garfo, faca, prato e caneca)

– Kit higiene biodegradável (sabonete, pasta dentes, toalhetes biodegradáveis)

DSCF5574.jpg

INCLUI

>> 4 dias de caminhada no PN Peneda-Gerês
>> Guia de trekking durante toda a viagem
>> River Trekking *
>> 2 noites em alojamento rural (double ou twin)
>> 1 noite em abrigo de pastor básico
>> 1 noite em casa de pastor
>> 4 pequeno-almoços / 1 almoço / 3 jantares
>> Seguro de Acidentes Pessoais

EXCLUI

>> Transporte até ao local de encontro
>> Alimentação não especificada
>> Atividades não especificadas
>> Jantar (dia chegada) e almoço (4º dia)
>> Extras pessoais

Com 1 camada de cansaço e 2 de emoções a flor da pele.

Experiencia que crava marcas nos músculos, nos pés, na pele e no coração...

Marcados pelo sorriso, pelo riso de cada transumante.

Carolina U.

ALIMENTAÇÃO
Durante o trekking fazemos piqueniques frios ao almoço. Os jantares serão quentes e os pequeno-almoços também. Todas as refeições durante o trekking estão incluídos no programa.

DIFICULDADE
Esta viagem está ao alcance de todos os que gostem de caminhar em ambiente de montanha durante vários dias. É previsível cerca de 7 horas de caminhada por dia, a um ritmo confortável e sem pressas. Os trilhos não requerem conhecimento técnico mas, a montanha tem um terreno exigente e, por vezes vai pedir alguma resiliência.

ELECTRICIDADE
No alojamento Rural sim. No decorrer dos 3 dias de trekking não há electricidade, no entanto há boa cobertura de rede telemóvel em quase todo o percurso. O power bank pode ser uma boa aposta para carregar gadgets.


O QUE É UM CORTELHO?
Cortelhos são pequenas construções rudimentares de granito que antigamente serviam para abrigo dos pastores na montanha.

 
RIVER TREKKING?
É uma caminhada aquática pelo vale profundo do rio Adrão. Depois de 3 dias de transumância pela serra, num ritmo descontraído, mergulhamos na natureza verde explosão a saltitar de pedra em pedra até às águas cristalinas das lagoas.
Equipamento incluído: fato neoprene e Aquashoes. Duração: cerca de 4 horas
 

DIA ZERO

Soajo,

brava terra de pastores

O ponto de encontro é na Vila do Soajo. O Diogo vai dar‑te as boas vindas e indicações dos quartos. Depois do check‑in vamos jantar petiscos regionais regado com um bom vinho com o grupo.
dormida: Alojamento rural

DIA UM

Por trilhos medievais,

das Inverneiras ao Muranho

19 km | +D 1540m | 6 horas
 

Levamos com a natureza toda no lombo. Temos sol, farto vento, nevoeiro em barda e cântaros de chuva. “O Soajo é um penico”, desabafa o Manuel, filho da terra e montanheiro de coração, enquanto levanta a mão para sentir a chuva a bater.
Entre caminhos florestais, deixamos para trás a aldeia do Soajo até ao vale, ladeado por muros graníticos coberto por um bosque de carvalhos. O Gerês tem um verde que só existe cá. Por vezes, tenho que tirar uns pontos na saturação para não acharem que estou a dar baile.
Caminhamos para onde os cavalos garranos correm livremente e as cabras montesas reinam nos picos de granito. Agora sim, mergulhámos no coração do Parque Nacional do Gerês. Esse bicho temperamental.

dormida: casa de pastor

DIA DOIS

Explorar as terras altas

do Soajo Serrano

18 km | +D 1230m | 6,5 horas

Seja inverno, seja verão, a manhã aos 1200m de altitude é sempre fresca. Enquanto os nossos corpos acordam lentamente, o cheiro a fumeiro lembra-nos o fogo que nos aqueceu a cara na noite passada. Depois da Cerelac Tsunami, o trilho segue para Norte sem grandes oscilações, até começar a descer o vale.

Pouco antes de Adrão, uma aldeola que dá nome ao rio, somos cercados pelo rebanho de ovelhas bordaleiras do Sr. Amorim e seus cães sabujos, esses sacanas tão manhosos como eficientes no pastoreio. Já o ilustre pastor não faz cerimónia para um dedo de conversa e um braço inteiro de simpatia.
Depois de Adrão, é sempre a subir! Trekking devia ser considerado o desporto rei para um glúteo lindo. O Alto da Pedrada já se vê ao longe, mas um longe lá muito no alto, que tanta luta dá às pernas. Aos 1412 metros, em dias bons, vemos o mar. Nos maus, nem a ponta de um corno Cacheno.

dormida: casa de pastor

DIA TRÊS

Serra abaixo

até aos segredos do Murço

14 km | +D 490m | 5 horas

Estamos no coração da Serra do Soajo, onde a natureza e a tranquilidade da montanha transpiram liberdade. Deixamos a casa que nos deu guarida para nos fazermos ao trilho, seguindo mariolas discretas, contornando Cachenas e, ao longe, seguimos belas manadas de Garranos com os olhos.
A viagem faz-se a descer pelos prados de altitude até aos caminhos de romeiros em peregrinação, lá para os lados de Insua, onde os carvalhos dão sombra fresca e bons amigos nos recebem para almoço. Depois das carnes da noite passada, espera-nos um repasto-detox com os legumes e fruta mais bem tratados da região, cuidadosamente preparado pelo Yassine e a Joana. Chegamos ao rio Adrão, selvagem, onde partilhamos hora do banho com trutas, corços, raposas, lontras ou javalis.
Com o avançar da tarde, acompanhamos o rio numa floresta de carvalhos, brandas e inverneiras, caminhos ancestrais até à cerveja fresca do Jovem, no Soajo.

dormida: Alojamento rural

DIA QUATRO

Jornada aquática,

pelo rio Adrão acima

5 km | +D 230m | 3 horas

É um dia em cheio para a pachorrenta arte do aqua-relax! o river trekking sabe a SPA nos corpos meio amassados pelos três dias de caminhada na Serra. A água fresca do Adrão tem propriedades turbo boost nos músculos e descarta qualquer apetência para a denguice. Recuperação activa de luxo, portanto. O Manuel percorre o rio desde que se conhece como gente e é com um entusiasmo genuíno que, enquanto vencemos a corrente, partilha connosco os seus segredos. Mais um poço, mais um salto, um olá a um lagarto curioso ou um mergulho neste incrível verde explosão.

dormida: Alojamento rural

logo_soajo_nomadis.png
logo_soajo_paraisonatural.png
logo_joyasdaterra.png