Search

Islândia, Uma Jornada de outro Mundo

Localizada acima de 60ºN, quase a tocar o círculo ártico, a Islândia é uma ilha de outro planeta. Mais próxima da Groenlândia do que o resto do continente europeu, tem 300.000 habitantes, descendentes diretos dos Vikings.

Cerca de 80% vivem na capital, Reykjavik.

O resto é natureza pura!


Durante a nossa jornada atravessamos vales, glaciares, desertos de lava, vulcões activos, cascatas monumentais, montanhas irreais. Vais entender porque chamam “a Terra do Gelo e do Fogo”. Prepara-te para uma viagem de outro mundo.


dia um

Islândia, primeiras impressões


O meeting point é Aeroporto Internacional de Keflavík. Daí, seguimos de autocarro para a capital da Islândia, Reykjavík. Depois do check in, aproveita para fazer uma revisão ao equipamento e o resto da tarde para visitar a cidade. A capital da Islândia é famosa por sua arquitetura única, vida noturna agitada, museus estranhos, cozinha tradicional fedorenta e também algumas atrações escondidas.


dia dois

Golden Circle


Geysir, Gullfoss e Thingvellir

Pela fresquinha, seguimos de autocarro numa viagem ao encontro da área geotérmica de Geysir, o mais antigo géiser documentado na literatura europeia e está ativo há cerca de 10.000 anos! Gullfoss, a rainha das cascatas da Islândia, jorra toneladas de água de 32 metros. Parque Nacional Thingvellir, o único Patrimônio Mundial da UNESCO da islandia. Vamos caminhar no meio de 2 continentes entre as placas tectónicas da América do Norte e da Eurásia e pelos cenários de Game of Thrones no desfiladeiro de Almannagjá. Com sorte, dizemos olá ao John Snow. No final do dia, voltamos a Reykjavík para jantar e descansar para aventura que nos espera amanhã.


dia três

REYKJAVÍK - LANDMANNALAUGAR


Deixaremos a civilização e seguimos para as magníficas Highlands, o maior deserto desabitado da Islândia. Na viagem até Landmannalaugar, passamos pelo magnífico vulcão Hekla, o vulcão mais ativo da Islândia. A partir daqui, a paisagem sobrenatural da tundra sem fim espera por nós. Depois de trincar o almoço, atravessamos o campo de lava Laugahraun e o canyon Vondugil. Somos ofuscados pelas cores vibrantes das montanhas do Monte Brennisteinsalda. No caminho de volta ao nosso alojamento para a primeira noite em Landmannlaugar, vemos o desfiladeiro de Graenagil e, se o tempo for nosso amigo, subimos ao vulcão Blahnukur. À noite, relaxamos na hot spring e preparamos o corpo e a mente para a aventura que nos espera amanhã. O incível Laugavegur. Distância: 8 km, 4/5 horas 470 D+



dia quatro

LANDMANNALAUGAR - HRAFNTINNUSKER


O dia começa muito cedo a caminhar pelas vibrantes montanhas riolíticas de Reykjafjöll e pela área de Jökultungur, onde a atividade geotérmica contrasta com os tons suaves de areia pálida e os prados verdes do vale. Com bom tempo, teremos vistas incríveis sobre toda a área de Fjallabak. Depois de 3 a 4 horas chegamos a Stórihver, uma fonte termal e um dos poucos pontos verdes visíveis deste dia. Uma caminhada até as cavernas de gelo, a cerca de 1,5 km do refúgio, é obrigatória. Distância: 12.1 km. 4/5 horas 666 D+


dia cinco

HRAFNTINNUSKER - ÁLFTAVATN


Mas antes de o alcançar espera-nos um desafio que nos vai tornar o melhor amigo das crocks de todo o sempre. É aqui que molhamos os pés na água fria que dói, mas geralmente não muito profunda (vamos lá ver se não passa o joelhos...). Aqui o trabalho em equipa é importante para o sucesso da primeira jornada. É em Álftavatn e o seu lago imenso que nos dá tecto para uma refeição quente e guarida para o descanso merecido. Distância: 11.9 km. 4/5 horas 274 D+


dia seis

ÁLFTAVATN - EMSTRUR

Ao passar pelo sopé do vulcão verde de Stórasúla, prepara-te para vistas inacreditáveis dos desertos negros de Mælifellssandur. Parece Mordor, da Terra Média Tolkiana. Segue-se outro vulcão antigo e verdejante - o Hattfell - e entramos na bela região de Emstrur, que serve como pasto durante o verão. Antes de chegar ao refúgio, onde vamos passar a noite, deixamos o tempo correr no magnífico canyon Markarfljót.

Esta jóia escondida que corta quase 200 m nas rochas ao sul de Hattfell é um dos canyons mais impressionantes da Islândia. Distância: 16 km, 6-7 horas D+ 421m


 

dia sete

EMSTRUR - ÞÓRSMÖRK


Depois de uma noite tranquila e com as energias recuperadas, avançamos a nossa aventura pelos pequenos vales e desfiladeiros mágicos de Emstrur. Vislumbramos o grande glaciar Mýrdalsjökull que se eleva a poucos quilômetros de distância! Após várias horas de caminhada pelo deserto islandês e vales verdejantes, descemos até Þórsmörk's, os míticos bosques de Thor, repleto de florestas de bétulas árticas e flores silvestres coloridas.

O nosso dia acaba no coração do vale do imaginário do Tolkien ou dos cenários dramáticos da Guerra dos Tronos, cercada por encostas verdes de musgo sob os glaciares de Eyjafjallajökull e Mýrdalsjökull. Este é o fim oficial do mítico, e agora inesquecível, Laugavegur Trail. Distância: 16.7 km, 6/7 horas 445 m D+


 

dia oito

ÞÓRSMÖRK - SKÓGAR - SKAFTAFELL


Depois do pequeno almoço atómico que preparámos no calor dos fogareiros, temos energia para atacar o dia. Hoje, sem pressas, apanhamos um transfer que nos transporta para uma das mais emblemáticas cascatas da Islândia. Skógarfoss. Acredita-se que atrás da cascata pode-se encontrar um baú cheio de ouro e tesouros. Reza a história que Þrasi Þórólfsson, o colonizador viking em Skógar (Eystriskógar) por volta de 900. Depois de ser esmagado por esta potência da natureza, rumamos a Skaftafell. Uma reserva natural localizada no Parque Nacional Vatnajökull, no sudeste da Islândia, é notável pela riqueza da flora, crescendo entre areias e glaciares. É neste cenário edílico que vamos passar a noite.


 

dia nove

SKAFTAFELL - REYKJADALUR - REYKJAVIK


O último dia de jornada é dedicado à Reserva Natural de Skaftafell e às tradições que nela habitam. Depois de meses a pastar nos cumes das montanhas, cerca de 800.000 ovelhas precisam ser trazidas para o inverno. Este periodo é uma ótima oportunidade para conhecer a fazenda. Montar a cavalo com os fazendeiros e ajudar a trazer suas ovelhas para casa é uma tradição anual "Réttir". A paisagem e a beleza das montanhas são incríveis e podemos conhecer o cavalo viking islandês mais de perto.

Depois desta imersão profunda pela cultura islandesa, espera-nos um repasto tradicional na quinta do Stefan e a sua família. Com a alma e a barriga cheia, apanhamos um transfer para Reykjavík para um jantar de despedida e celebração.


 

dia dez

SO LONG ICELAND!


Chegou a hora de te despedires da Islândia. O Diogo encaminha-te até ao aeroporto Internacional de Keflavík de acordo com o horário do teu voo de regresso. Na bagagem, levas as memórias das paisagens do fogo e do gelo e da extraordinária beleza natural desta região.


 

LAUGAVEGUR UMA JORNADA DE TREKKING DE OUTRO MUNDO

Uma das rotas de trekking mais incríveis na Islândia foi fechada quando o vulcão Eyjafjallajökull entrou em erupção na primavera de 2010. A primeira erupção realmente ocorreu no Passo Fimmvörðuháls - a alta faixa de terra entre Eyjafjallajökull e a maior calota de gelo Mýrdalsjökull - cobrindo a trilha de rochas vulcânicas, que é apenas uma pequena parte do que torna esta rota tão mágica. Mas um redirecionamento do trilho foi aberto desde que o vulcão parou de entrar em erupção em maio de 2010. É ainda melhor para observar as novas crateras gêmeas de Magni e Móði, que receberam o nome dos filhos de Thor, o deus do trovão empunhando um martelo. Um quarto da população da ilha afirma acreditar em elfos ou outras criaturas míticas, e depois de caminhar pelos campos de lava e montanhas desta rota, você pode começar a acreditar também. É uma paisagem visceral, com as calotas polares de dois glaciares e o violento Atlântico Norte no horizonte. A rota termina em Thórsmörk (literalmente “bosque de Thor”), um parque que até abriga algumas árvores, uma raridade nestas paragens. Ao longo do caminho, refúgios de montanha abrigam os caminhantes. A caminhada final de Fimmvörðuháls a Skógar corre ao longo de uma ravina cheia de cascatas após cascatas e termina na colossal cascata de 60 metros de altura de Skógafoss.


_ WWW.VADIAGEM-OUTDOORS.COM @VADIAGEMOUTDOORS